Principais Empresas

José Mauro de Vasconcelos

José Mauro de Vasconcelos

José Mauro de Vasconcelos ,autor de belos romances

José Mauro de Vasconcelos (Rio de Janeiro, 26 de fevereiro de 1920 — São Paulo, 25 de julho de 1984) foi um escritor brasileiro.

José Mauro nasceu de família nordestina pobre, que migrara para o Rio de Janeiro. Ainda bastante novo teve de se transferir para o Nordeste, onde foi criado por parentes em Natal.

Ingressando da Faculdade Medicina da capital potiguar, abandona o curso no segundo ano, retornando ao Rio de Janeiro a fim de conseguir melhores oportunidades. Ali, trabalha como instrutor de boxe, e até modelo pictórico. Há uma estátua sua, como modelo do escultor Bruno Giorgi, no Monumento à Juventude, na antiga sede do Ministério da Educação.

Iniciou na literatura com o romance Banana Brava de 1942. No livro Meu Pé de Laranja Lima, seu maior sucesso editorial, serve-se de sua experiência pessoal para retratar o choque sofrido na infância com as bruscas mudanças da vida.

José Mauro de Vasconcelos tem nas veias sangue de índia e português. Nasceu em Bangu, Rio de Janeiro, e passou a infância em Natal, onde foi criado com muito sol e água. Aos nove anos de idade aprendeu a nadar, e com prazer ele hoje rememora os dias de contentamento, quando se atirava às águas do Potengi, quase na boca do mar, a fim de treinar para as provas de grande distância. Com freqüência ia mar a dentro, protegido por uma canoa porque a barra de Natal está sempre infestada de tubarões. Ganhou vários campeonatos de natação e, como todo garoto, gostava de futebol e de trepar em árvores.

Mas o esporte, não constituía sua única preocupação. Depois do primário, aos 10 anos de idade já cursava o primeiro ano do curso ginasial, que terminou cinco anos mais tarde. Então, gostava dos romances de Graciliano Ramos, Paulo Setúbal e José Lins do Rego.

Depois do ginásio, os estudos de José Mauro como autodidata foram sempre feitos à base de trabalho. Seu primeiro emprego, dos dezesseis aos dezessete anos, foi treinador de peso-pluma; recebia 100 cruzeiros (velhos) por luta no Rio de Janeiro, pois aos quinze anos saíra de Natal para ganhar o mundo. No Estado do Rio, trabalhou numa fazenda em Mazomba, perto de Itaguaí, carregando banana. Depois, foi viver como pescador no litoral fluminense, onde não se demorou muito, partindo em seguida para o Recife. Ali, exerceu o cargo de professor primário num núcleo de pescadores. Da capital pernambucana, José Mauro saiu para começar incessante vai-vem, do Norte ao Sul, e vice-versa, permanecendo um pouco em cada lugar, para em seguida enveredar pelo sertão e viver entre os índios.

Dotado de prodigiosa capacidade inata de contar histórias, possuindo fabulosa memória, candente imaginação e com uma volumosa experiência humana, José Mauro de Vasconcelos não quis ser escritor, foi obrigado a sê-lo. Os seus romances, como lavas de um vulcão, foram lançados para fora, porque dentro dele o "eu" estava transbordando de emoções. Ele tinha de escrever e de contar coisas. Sua fenomenal produção literária, iniciada aos 22 anos de idade, ainda não chegou ao meio do caminho, porque ele está em plena ascensão, com inexauríveis reservas, que o levarão a posição ainda mais elevada nas letras nacionais.

O autor de belos romances tinha método originalíssimo. De início, escolhia os cenários onde se movimentarão seus personagens. Transporta-se então para o local, onde realizava estudos minuciosos. Para escrever Arara Vermelha, percorreu cerca de 450 léguas no sertão bruto.

Em seguida, José Mauro dá asas à sua fantasia e, na imaginação, constrói todo o romance, determinando até mesmo as frases da dialogação. Tinha uma memória que, durante longo tempo, lhe per­mite lembrar dos mínimos detalhes do cenário estudado. "Quando a história está inteiramente feita na imaginação", revelava o escritor, "é que começo a escrever. Só trabalho quando tenho a impressão de que o romance está saindo por todos os poros do corpo. Então vai tudo a jato".

Com o seu sistema de ficar dormindo na pontaria até que o livro todo esteja "escrito" na imaginação, contava José Mauro que, ao pôr-se em ação, na fase material de bater à máquina, tanto fazia escrever os capítulos, um. após outro, como dar saltos; depois de pronto o primeiro passa à conclusão do livro, sem antes ter elaborado o entrecho. "Isso", explicava o escritor, "porque todos os capítulos estão já produzidos cerebralmente. Pouco importa escrever a seqüência, como alterar a ordem. No fim dá tudo certinho".

Artista do cinema e da televisão, José Mauro já trabalhou em diversos filmes como Carteira Modelo 19, que lhe valeu o prêmio Saci como melhor ator coadjuvante, Fronteiras do Inferno, Floradas na Serra, Canto do Mar, do qual escreveu o roteiro, Na Garganta do Diabo, obtendo o prêmio Governador do Estado como melhor ator, A Ilha, conseguindo o prêmio de melhor ator pela Prefeitura, e culminando com Mulheres & Milhões, sendo laureado com o Saci de melhor ator do ano. Dos seus livros, Vazante e Arara Vermelha foram filmados.

Na televisão, desempenhou numerosos papéis, destacando-se o de Padre Damião. Como ator é também talentoso; suas sóbrias interpretações têm alcançado grande êxito.

Obras:

  • Banana Brava (1942)
  • Barro Blanco (1948)
  • Longe da Terra (1949)
  • Vazante (1951)
  • Arara Vermelha (1953)
  • Arraia de Fogo (1955)
  • Rosinha, Minha Canoa (1962)
  • Doidão (1963)
  • O Garanhão das Praias (1964)
  • Coração de Vidro (1964)
  • As Confissões de Frei Abóbora (1966)
  • Meu Pé de Laranja Lima (1968)
  • Rua Descalça (1969)
  • O Palácio Japonês (1969)
  • Farinha Órfã (1970)
  • Chuva Crioula (1972)
  • O Veleiro de Cristal (1973)
  • Vamos Aquecer o Sol (1974)
  • A Ceia (1975)
  • O Menino Invisível (1978)
  • Kuryala: Capitão e Carajá (1979)

Fonte : Wikipédia

Destaques Empresariais

Papelaria André
INFORMÁTICA - ESCRITÓRIO - CARIMBOS - XEROX - RUA VX DE NOVEMBRO 1573 - CENTRO FONE - 19 - 3561.8200

Casa dos Vasos - Floricultura -
ORQUÍDEAS, Arranjos, ramalhetes, vasos, mudas. Av. Newton Prado, 3130 - Pirassununga/SP
(19) 3561-2786

Marcos Pirajá
VISITE O SITE: WWW.MARCOSPIRAJA CANTOR.COM.BR

MPS Produções e Publicidade
Anuncie sua Empresa para a Terceira Idade - FONE - 19 - 9307.3700

MaxJet Cartuchos
Empresa especializada em recarga de Cartuchos e Toners. HP, LexMark, Canon...

MARCOS PIRAJÁ
CONTRATE CANTORES CANTORAS,HUMORISTAS, PARA SHOWS EM SUA CIDADE.CONSULTE-NOS.FONE 19 - 9307.3700.

Prisma Musical
Loja especializada em venda de Instrumentos Musicais: Violões, guitarras, pedais, baterias, baixo.

Minha Empresa...
...Minha História

www.restbeirario.com.br
www.restbeirario.com.br

Funerária Cobrinha
Funerária Cobrinha - Empresa Funerária São João

Rede Padovan
Rede Padovan - Como tudo começou,uma breve história...

Casa dos Vasos
Família Scantabule,há quatro gerações em Pirassununga

Celebridades

 

Wanderléa.
Wanderléa Charlup Boere Salim (Governador Valadares, 5 de junho de 1946) é uma cantora brasileira.

 

Elvis Presley.
Elvis Aaron Presley, foi um famoso músico e ator, nascido nos Estados Unidos da América

 

Paulo Moura
Nascimento: 17/02/1933, São José do Rio Preto, São Paulo, Brasil

 

Pery Ribeiro
PERY RIBEIRO

 

Adoniran Barbosa
Autor de ´Saudosa Maloca´ e ´Trem das Onze´, Adoniran Barbosa faria 100 anos em 2010

 

Juca de Oliveira
José de Oliveira Santos ( JUCA DE OLIVEIRA )

 

Herbert Richers
Morre no Rio Herbert Richers - O pioneiro da Dublagem no Brasil

 

Roberto Carlos
Roberto Carlos começa turnê internacional em 2010

 

Martha Rocha
Martha Rocha

 

Pena Branca e Xavantinho
Pena Branca e Xavantinho

 

José Mauro de Vasconcelos
José Mauro de Vasconcelos ,autor de belos romances

 

Ana Maria Braga

 

Jamelão
Jamelão, (Rio de Janeiro, 12 de maio de 1913

 

Noel Rosas
Noel Rosas o Poeta da Vila faria 100 anos em 2010

 

Manoel Carlos
Manoel Carlos Gonçalves de Almeida, mais conhecido apenas como Manoel Carlos ou simplesmente Maneco